quarta-feira, 5 de agosto de 2009

BALÉ CÍTRICO

Tempestade que se foi,
vento soprando...
Regresso da magia do entardecer.
.
Na orla do mar o brilho suave do sol
refletido na água indo adormecer.
.
Brisa gelada...
No ar um aroma cítrico que o vento traz,
sinto teu cheiro e entorpecida bailo
em sua sinfonia...
Acompanho o balé das ondas,
das palmeiras e folhas no ar.
.
Nesta harmonia quero adormecer...
Sonhar...Fantasiar...Voar...Planar...
Até novo amanhecer.
BEBE

Um comentário:

  1. muito belo texto muito belo poema muito show mesmo PARABÉNS! ^^

    ResponderExcluir